HOW Fantasy – Chapter 22: “Grande celebração”

Fábio Pontes 31/05/2020

Na noite do próximo sábado, a House of Wrestling realiza mais um dos seus capítulos semanais, o primeiro depois do HOWnniversary, diretamente do Pauley Pavilion em Los Angeles, Califórnia.

Estas são as lutas marcadas: 

  • Main Event: Pete Dunne vs Elias
  • Singles Match: Randy Orton vs Edge
  • Singles Match: Austin Theory vs Bray Wyatt
  • Singles Match: Goldust vs Santana Jackson
  • 6-Man Tag Team Match: Aleister Black, Johnny Gargano & Cesaro vs Apollo Crews, Lio Rush & Rey Mysterio
  • Triple Threat Match: Goldberg vs Baron Corbin vs Sheamus

Estes são outros destaques do show:

  • Robert Roode e o novo HOW Champion Sami Zayn vão realizar uma grande comemoração ao longo do show. 
  • O novo Pure Champion Christian vai realizar uma edição do Peep Show com Jimmy Havoc. 
  • The Miz vai realizar uma entrevista exclusiva com Renee Young.

Confira tudo isso e muito mais, sábado, a partir das 18h (+4h em Portugal), aqui na House of Wrestling.

Cobertura: 

O show se inicia com imagens do backstage, onde Robert Roode e Sami Zayn se encontram em uma grande festa com buffet patrocinada pela Robert Roode Corporation. Logo de seguida, vamos até à arena, onde os nossos comentaristas, Mauro Ranallo e Nigel McGuinness, nos dão as boas-vindas. Eles falam um pouco sobre alguns dos grandes momentos que aconteceram no HOWnniversary, bem como dos destaques apresentados para o show desta noite.

O público solta um enorme pop, pois toca “Cult of Personality” e CM Punk surge em direção ao ringue. Ele se prepara para falar, mas demora algum tempo a começar porque os fãs estão entusiasmados a cantar várias coisas.

Punk: Sabem, eu gosto de ver essa vossa animação, pois ela passa para cada um de nós que sobe a este ringue e nos dá confiança. Qualquer lutador gosta de receber esse vosso apoio e se sente grato por isso. Mas depois temos pessoas como Zack Sabre Jr que são ingratas com as oportunidades que recebem e tudo mais, porém, que no final de tudo, acabam caindo num poço sem fim até ao abismo. Todas as suas atitudes resultaram em uma coisa: na sua completa humilhação no HOWnniversary, e passo a citar as palavras que ele disse durante o evento: “Eu desisto, eu desisto, eu desisto”. – os fãs começam a cantar “You Have Quit” na esperança que ZSJ os ouça – Foi um abalo tão grande para o seu enorme e frágil ego que nunca mais dadas notícias dele, rumores dizem que ele se aposentou e, se isso for verdade, sabemos que tudo aquilo que disse anteriormente é a mais pura das verdades.

Punk: Mas deixemos de falar de Zack Sabre Jr, até porque ele não merece a nossa atenção. Ao longo dos últimos meses, eu me mostrei como um dos lutadores mais consistentes da empresa. A minha única falha foi não me ter classificado para o Elimination Chamber, pois Seth Rollins tirou a minha vitória de forma sorrateira, mas, desde aí, as minhas lutas contam-se com vitórias. Com isso, eu apenas quero acrescentar uma coisa: Está na hora de coisas maiores!

O BITW entrega o microfone e sai do ringue sob um pop dos fãs enquanto cumprimenta alguns dos que estão nas primeiras filas.

Comerciais…

A primeira luta da noite terá o seu início já a seguir. O primeiro dos seus intervenientes, Goldust, realiza a sua entrada até ao ringue enquanto toca “Chop Suey”. O seu adversário, Santana Jackson, surge depois com “Smooth Criminal” e se divertindo com os fãs.

Singles Match: Goldust vs Santana Jackson

(8:42) Foi uma luta bastante divertida para os fãs, na qual Jackson conseguiu aplicar um Moonwalk DDT seguido do pin que lhe deu a vitória.

Vencedor: Santana Jackson

O lutador realiza alguns passos de dança do Michael como jeito de comemorar a sua vitória.

Voltamos ao backstage, mais propriamente à festa da Robert Roode Corporation, onde o próprio Roode se encontra bebendo um pouco de vinho com alguns dos convidados. No entanto, quando se vira, um dos funcionários da empresa de catering que estava repondo a comida embate nele e o faz entornar o vinho nas suas calças. Roode fica possesso e rapidamente fala.

Roode: Mas quem raios você pensa que é para me fazer isto? 

Funcionário do catering: De-de-desculpe, mister Roo-Roode. Foi u-um acide-dente.

Roode: Não há desculpas nem meias desculpas para a sua incompetência. Quando sair desta arena irei falar com o seu chefe para ser despedido imediatamente…

Funcionário do catering: O senhor nã-não pode fazer iss-isso. Eu te-tenho três fi-filhos para ali-limentar.

Roode: Tem três filhos? Desculpe então, isso muda muita coisa.

Funcionário do catering: A sério? 

Roode: CLARO QUE NÃO! – Roode chama Corbin e Cesaro que estavam ali perto e lhes dá dinheiro enquanto sussurra aos seus ouvidos – Agora, seu incompetente, irá sofrer as consequências das suas ações. 

Os dois lutadores parecem aceitar o acordo e levam o funcionário dali para fora, sendo possível ouvir alguns gritos de dor passados alguns instantes. Roode os ouve e parece estar satisfeito com isso.

Roode: O doce som do poder, sempre bom de ouvir. – muda para um tom irritado – Agora tenho que ir trocar a merda das calças.

Vemos o canadense abandonando o local antes de irmos para uma curta pausa. 

Comerciais…

O ringue se encontra preparado para receber o Peep Show. Toca “Just Close Your Eyes” e Christian surge com o Pure Championship, recebendo uma enorme ovação dos fãs. Ele cumprimenta os fãs da primeira fila antes de entrar no ringue e se sentar no seu banco.

Christian: Mas que montanha-russa foi o HOWnniversary, não foi? Novos campeões, streaks sendo quebradas, momentos tão inesperados como o Botafogo vencendo um título atualmente. Mas mais importante que tudo o resto, finalmente eu consegui conquistar este menino – ele olha para o título – e isso com a vossa ajuda, a ajuda dos Peeps. – fãs soltam um pop – Porém, um título não é só para conquistar, pois terá que ser defendido regularmente. Claro, isso se não se chamarem Kevin Steen, senão podem ficar em casa a descansar enquanto os outros se matam pelas oportunidades que não recebem. Felizmente, parece que o mesmo ficou com vergonha da derrota após aquele seu discurso pífio e não voltará aos ringues tão cedo. – outro pop é soltado – Todos os que estavam naquele ringue quiseram me desvalorizar e chamar de ‘velho’, mas o que eles não contavam é que este idoso aqui fosse mais inteligente que qualquer um dos outros cinco lutadores que estavam no ringue comigo. Mas não falemos mais de mim, pois eu tenho um convidado para esta edição do Peep Show. Sem mais demoras, eu trago até vocês Jimmy Havoc!

“The Art of Suffering” é tocada e Havoc surge sob vaias dos fãs em direção do ringue, se sentando no seu banco. Ele fica encarando Christian até este começar a falar.

Christian: Seja bem-vindo ao Peep Show, Jimmy. Todos nós vimos uma vitória sua sob Roman Reigns no HOWnniversary, tem alguma coisa a dizer sobre isso? 

Havoc:

Christian: Muito bem, parece que não, então vamos avançar para a próxima pergunta. Você tem algum plano delineado para um futuro próximo?

Havoc:

Christian: Parece que temos alguém aqui que não gosta muito de falar, pode ser um problema para nós. – diz de forma engraçada – Havoc, não seja…

De forma rápida, Havoc parte para cima do campeão com algum striking, terminando essa fase do ataque com um Death Valley Driver. Ele pega no microfone caído e fala segurando a cabeça de Christian.

Havoc: Sabe, eu vim até este ringue sem qualquer tipo de planos, mas parece que afinal foram esses planos que vieram ter comigo. Christian…você deveria saber que um maluco não responde às perguntas quando lhe são impostas, pois é o maluco que dita as regras do jogo em que entra. E este jogo parece que se iniciou para você…Sabe o que esse título significa? Que você é e será um dos primeiros alvos a ser abatido nesta empresa. Mas não se preocupe, pois eu irei garantir que o seu sofrimento acaba depressa.

Havoc se levanta e pega em um dos dois bancos, o prendendo no corner com as pernas viradas para o centro do ringue. Ele ergue Christian de seguida e se prepara para o arremessar de cara contra as pernas do banco, o que pode até fazer com que bata com os seus olhos nelas, por exemplo. No entanto, assim que corre na direção do banco segurando a cabeça do canadense, este reage com um Back Body Drop que faz o público lançar um pop. O campeão se ergue após isso e tenta continuar a atacar Havoc, mas este rola para fora do ringue e fica soltando uma gargalhada algo macabra e masoquista enquanto Christian pega no seu cinturão e o ergue na sua direção.

Comerciais…

Toca “Metalingus” e Edge realiza a sua entrada até ao ringue. Randy Orton vem logo depois enquanto ouvimos “Voices”. 

Singles Match: Edge vs Randy Orton 

(12:03) Ambos os lutadores já se conhecem bastante bem e isso resultou em vários reversals ao longo da luta que trouxe algum ânimo aos fãs. Apesar de ser bastante disputada, foi Edge quem alcançou a vitória após empurrar Orton contra as cordas quando tentava aplicar um RKO e o receber com um forte Spear.

Vencedor: Edge

O “Rated R-Superstar” celebra a sua vitória no ringue sob um pequeno pop dos fãs.

Vamos até ao backstage, onde vemos Roman Reigns comendo alguns amendoins na festa da RRC. Em certo momento, ele se encontra com Angel Garza e isso gera alguma conversa.

Reigns: Vejam só quem temos aqui, o meu antigo parceiro. Há quanto tempo não nos cruzamos?

Garza: Roman, nem tente, eu me lembro perfeitamente do que você me fez no passado.

Reigns: Sabe, eu acho que você deveria de parar de viver no passado, pois muita coisa muda por aqui. Eu ainda me lembro de quando nós chegámos a esta empresa e não passávamos de meros sacos de pancada que mal apareciam nos shows. Mas veja bem, nós crescemos, amadurecemos, agora temos uma nova mentalidade. Ambos tivemos no maior evento do ano, inclusive você teve uma chance por um título, isso não é incrível?

Garza: Sim, é verdade, tenho que admitir, nós não somos mais os mesmos desde a nossa estreia nesta empresa, mas onde você quer chegar?

Reigns: No entanto, eu percebo que falta sempre alguma coisa para darmos um passo em frente nas nossas carreiras. Eu me lembrei recentemente de quando éramos uma dupla, tínhamos sempre alguém ao nosso lado para nos apoiar e isso sempre foi algo bastante positivo. Então, eu tenho pensado…E se?

Garza: Eu acho que percebi onde você quer chegar, Roman, mas não sei se poderei confiar em você novamente. Agora me desculpe, mas tenho que ir.

O mexicano sai do local um pouco desconfiado enquanto vemos Reigns sem reação ao que aconteceu.

Comerciais…

Estamos em uma sala preparada para receber a entrevista de Renee Young a The Miz. Os protagonistas do momento se encontram sentados nos seus respetivos sofás e Renee começa a falar.

Young: Boa noite a todos, hoje temos aqui um convidado bastante especial para uma entrevista que tem tudo para ser grandiosa. The Miz, seja bem-vindo ao meu espaço e obrigado por me conceder este momento.

Miz: Eu que agradeço, Renee, uma estrela planetária como The Miz já está a habituado a participar nos mais diversificados eventos, e este não é exceção. 

Young: Recentemente, a sua pessoa tem acumulado algumas derrotas importantes que o fazem ser motivo de troça por alguns dos lutadores. Qual a sua opinião sobre isso?

Miz: Sabe, Renee, eu me sinto bastante ofendido com a sua pergunta, então apenas vou responder com uma coisa. Todos esses lutadores que fazem troça de mim são aqueles que sentem inveja por não conseguir ter as oportunidades que eu tenho. E sabe o que se chama a isso? Irrelevância. 

Young: Mas o que está a ponderar fazer para ultrapassar esse seus histórico negativo?

Miz se irrita uma vez mais com a pergunta e se levanta, começando a falar num tom bastante furioso.

Miz: Porra, eu faço o favor de lhe vir conceder uma entrevista e você apenas sabe falar sobre derrotas e fracassos para me tentar deitar abaixo? Saiba que alguém como eu está e sempre irá estar no topo desta indústria, pois o nome de The Miz atrai milhões e milhões de dólares para quem me chama para atuar. E isso não é só no Wrestling, é também no cinema, na TV, nos esportes, em qualquer lugar. O nome de The Miz é UNIVERSAL, e ninguém pode me tirar desse posto. E sabe uma coisa? Eu devia ter ido ao programa do Jimmy Fallon ou da Ellen DeGeneres em vez de vir aqui ser confrontado com jornalismo horrendo da sua parte. Tenha uma boa noite!

Miz segue o seu caminho até fora da sala e percorre o corredor irritado. Em certo ponto, ele se encontra com AJ Styles no seu caminho.

Miz: Saia da minha frente, seu mongoloide. 

Styles: Ora vejam se não é The Miz, o cara que acumula mais derrotas nesta empresa. Está com pressa para ir onde? Vai ao ringue perder mais uma?

Miz: Você fala muito, mas ainda não provou nada na House of Wrestling. Qual a sua maior conquista mesmo? Ah pois…Foi perder duas vezes seguidas para Luke Harp…

Styles fica irritado com essas palavras do “Awesome One” e lhe atinge com um soco. Miz sente o golpe, mas acaba abandonando o local após dizer algumas palavras.

Miz: Ria o quanto quiser agora, pois essa sua alegria irá acabar quando menos esperar.

Comerciais…

Vamos novamente até ao backstage, onde vemos Roode caminhando pelo corredor de volta à festa já com umas calças lavadas.

Roode: Cambada de incompetentes, espero que desta vez não me sujem as calças da Louis Vuitton que me custaram quase dois mil dólares… – ele vê Keith Lee mais à frente – Ora bem, parece que o meu dia vai melhorar.

O canadense coloca um sorriso na cara e se aproxima do Intercontinental Champion.

Roode: Ora quem temos aqui, se não é o campeão Intercontinental Keith Lee. Sabe, eu já estou há algum tempo para falar com você sobre negócios. 

Lee: Quais negócios, eu não me associo a entidades criminosas…

Roode: Vou fingir que não ouvi esse comentário, pois gosto de você. Eu vejo um enorme potencial em você, porém ele não está sendo explorado da melhor forma possível. Se junte à Robert Roode Corporation e eu o ajudarei a chegar ao seu expoente máximo. Juntos poderemos ser invencíveis.

Roode estende a sua mão a Lee, mas este apenas olha e abaixa a mão do canadense. O campeão se aproxima mais de Roode e fala diretamente na sua cara.

Lee: Não insista, pois eu não irei corromper a minha alma para me juntar a alguém como você. Mas já que está tanto interessado em mim, então avise o seu cliente que eu me encontro com ele na próxima semana. 

Lee desvia o seu olhar intimidador e abandona o local. Robert Roode parece não ter ficado satisfeito com o que aconteceu, mas continua o seu caminho até à festa.

No ringue já temos a maioria dos lutadores que vão protagonizar a 6-Man Tag, com exceção de um. Toca “Cruise Control” e Apollo Crews se junta aos seus parceiros para poder dar início à luta.

6-Man Tag Team Match: Aleister Black, Johnny Gargano & Cesaro vs Apollo Crews, Lio Rush & Rey Mysterio

(15:29) Foi uma spotfest que cativou os fãs e onde todos os seus participantes tiveram o seu momento para brilhar. No fim, Rey acertou um 619 em Black, com este último recebendo uma Apollo Bomb de seguida. Crews fez o pin e alcançou a vitória para o time.

Vencedores: Apollo Crews, Lio Rush & Rey Mysterio

O trio vencedor fica comemorando a sua vitória no ringue sob alguns aplausos antes de fazermos mais uma curta pausa.

Comerciais…

“Here to Show The World” é tocada e Dolph Ziggler realiza a sua entrada até ao ringue sob uma boa reação dos fãs presentes em LA.

Ziggler: Obrigado pela recepção, gente. O HOWnniversary aconteceu há duas semanas atrás e grandes coisas se passaram nele. Mais concretamente, na luta em que participei, todos os seus intervenientes deram um grande espetáculo para tentar sair de Bronx com o Pure Championship na sua cintura. Infelizmente, foram poucos centímetros que separaram a minha pessoa do primeiro reinado nesta empresa. Mas não estou aqui para me lamentar do que aconteceu, pelo contrário. Eu até felicito Christian pela sua conquista, pois ele se mostrou superior a nós naquela luta apesar de ser de longe o mais velho interveniente. Porém, agora uma dúvida paira no ar… O que o futuro me guarda para os próximos tempos?

Alguns murmurinhos se ouvem nas suas costas e Ziggler se acaba virando, no entanto, acaba sendo atingido por um potente Bull Hammer que o deixa estendido no tapete sem qualquer tipo de reação. Os fãs vaiam esta atitude de Wade Barrett que realiza então a sua primeira aparição na empresa. O britânico pega no microfone caído no meio do ringue para dizer algumas palavras.

Barrett: Ninguém quer saber das suas palavras idiotas, Dolph. Você vem constantemente a este ringue com palavras bonitas apenas tentando disfarçar todos os fracassos que acumulou ao longo dos últimos meses. Entenda que jamais isso vai mudar, pois você não passa de um queridinho desta gente sem qualquer tipo de qualidades no ringue, servindo apenas como um alívio cômico. Você nunca chegou ao topo sequer, e se encontra num patamar bastante baixo. Mas saiba que, depois de hoje, Wade Barrett o fará conhecer o fim desse abismo!

Barrett atira o microfone para cima de Ziggler e abandona a arena sob vaias dos fãs. O “Show-Off” recupera um pouco e encara o britânico ainda no chão.

Comerciais…

Toca “Riding the Edge” e Austin Theory realiza a sua entrada até ao ringue. De seguida, “You Better Live In Fear or Let Me In” é ouvida e Bray Wyatt realiza a sua entrada sinistra em direção ao ringue.

Singles Match: Austin Theory vs Bray Wyatt

(11:17) Apesar das inúmeras reações, Wyatt dominou a maior parte do combate, e isso possibilitou que ele chegasse à vitória após aplicar um Sister Abigail.

Vencedor: Bray Wyatt

O “The Emissary of Light” comemora a sua vitória no centro do ringue com uma iluminação fraca da arena. 

Voltamos até ao backstage, onde vemos Sami Zayn realizando uma sessão de fotografias com o seu cinturão para a capa da revista mensal da empresa. Ela acaba e ele pousa o seu cinturão em cima de um banco que tinha no local enquanto fala dos últimos pormenores com o fotógrafo presente. Quando ele terminar de falar, se apercebe de Santana Jackson tentando pegar no seu título, porém, ao ver que o campeão o viu, Jackson apenas dá um Moonwalk para trás para abandonar o local. Zayn pega imediatamente no HOW Championship irritado e diz algumas palavras.

Zayn: Cambada de novatos anormais que pensam que se podem aproximar assim do seu campeão. Haja vergonha!

O canadense caminha em direção da sala ao lado, onde o buffett se encontra a ser realizado. Roode o vê e vai ter com ele enquanto prova um dos snacks de lagosta que estavam em cima da mesa.

Roode: Zayn, tenho uma coisa para lhe contar. Na próxima semana, você vai enfrentar o Keith Lee no combate principal da noite.

Zayn: Mas porque tenho que lutar com esse falhado que tem um cinturão irrelevante?

Roode: Não se preocupe com isso, apenas vamos lá e o vencemos de forma rápida para mostrar a todos quem realmente manda aqui. Tenho um plano, está tudo sobre controle. Agora vamos nos concentrar na nossa celebração de mais logo. 

Ambos viram costas e se dirigem a uma das mesas do buffett antes de irmos para uma curta pausa.

Comerciais…

Vamos até um local escuro, onde Luke Harper se encontra enviando uma mensagem.

Harper: O relógio não para, porém os tempos continuam os mesmos. Pessoas como AJ Styles sempre tentam fazer se passar como verdadeiras ameaças, no entanto, nunca cumprem com aquilo que prometem a toda a hora. A história se repetiu no HOWnniversary, onde o dito ‘Fenomenal’ não foi capaz de fazer juz ao seu nome e acabou sendo completamente destruído por mim. A guerra se encerrou com Styles estendido naquele tapete enquanto eu erguia o meu título no alto. Não literalmente em altura, mas sim em um patamar superior àquele que Styles se julgava estar. Agora, eu espero por alguém que possa servir de desafio para mim enquanto campeão…

A transmissão se encerra rapidamente e voltamos à arena. Toca “Invasion” e Goldberg realiza a sua entrada até ao ringue. Baron Corbin vem depois ao som de “Brotherhood”. Por fim, Sheamus aparece enquanto ouvimos “Written in my Face”.

Triple Threat Match: Goldberg vs Baron Corbin vs Sheamus

(14:03) Como seria de esperar pela estatura dos intervenientes, esta foi uma luta bastante física. No final, Sheamus aplicou um Brogue Kick em Corbin que o fez rolar para fora do ringue. Sheamus ficou desesperado por isso e, assim que se vira, sofre um potente Spear de Goldberg que lhe dá a vitória.

Vencedor: Goldberg

O “Myth” comemora a sua vitória no ringue sob aplausos enquanto fazemos uma pausa.

Comerciais…

E está na hora do nosso combate principal da noite. Toca “Bruiserweight” e Pete Dunne realiza a sua entrada até ao ringue sob aplausos dos fãs. Elias vem de seguida ao som de “Blue on Black” sob vaias.

Main Event: Pete Dunne vs Elias

(0:30): A luta tem seu início com os lutadores andando em círculos no ringue, Elias espera Dunne atacar, e Dunne espera que Elias que dê o primeiro ataque da luta. Isso acaba que temos um início de luta bem morno com nenhuma ação dos lutadores, acaba que o show vai para os comerciais sem nenhum ataque de ambos os lados.

(1:30): Já voltando do comercias, o pau comia dentro do ringue! Os lutadores trocavam socos no centro, até que em um certo momento Elias aplica um soco mais forte, Dunne como resposta aplica um golpe tão forte quanto. Ambos os lutadores acabam tendo a mesma ideia e vão para as cordas pegar impulso para aplicarem um Clothesline um no outro no que acaba resultando em um choque dos dois no centro do ringue, Elias rola para um lado do ringue e Dunne para o outro.

(2:59): Os lutadores novamente estavam trocando socos no centro do ringue e dessa vez Elias parecia ter vantagem, mas toda essa vantagem acabou após um Spinning Elbow de Dunne que parecia ter nocauteado Elias instantaneamente. Dunne então vai até o corpo caído de Elias e parecia já ir realizar o pin, mas foi uma armadilha de Elias que rapidamente tenta aplicar um Monkey Flip em Dunne, mas este já esperava algo de Elias e consegue amortecer a queda e rapidamente rola para fora do ringue.

(4:21): É mostrado um replay do bela cotovelada que Dunne aplicou segundos atrás, e também é mostrado um replay de Dunne achando o violão de Elias e quebrando ele antes que seu dono pudesse usá-lo. Dunne já havia voltado ao ringue e estava em desvantagem após Elias e acertar várias vezes com Knee Drops em sequência após a tentativa de voltar ao ringue, a furia de Elias era mostrada diante a força dos golpes que ele aplicava em Dunne, chega a um momento que ele tenta realizar o pin mas Dunne escapa no 2.

(6:18): Dunne já havia conseguido se recuperar e havia jogado Elias no corner, ele aplica vários Elbow Smash em Elias em resposta a dois minutos atrás, mas o juiz vem a intervir e Dunne discute com ele, e não dura muito tempo essa discussão após Dunne empurrar o juiz e ir pegar a mão de Elias, ele parecia já ir tentar quebrar o dedo de seu adversário, mas Elias reverte a situação com um chute no estômago seguido de um um Piledriver, com Dunne caído no chão Elias não perde a chance e pisa em uma das mãos de Dunne que fica gemendo de dor justamente na mão com uma unha encravada.

(7:34): Os lutadores estavam trocando dessa vez chutes na apron, acaba que essa trocação acaba após Dunne acertar um Roundhouse Kick em Elias que acaba caindo e dá de cara com a mesa dos comentaristas! Dunne vê Elias se apoiando na mesa dos comentaristas e sobe na terceira corda e parecia pensar em aplicar algum golpe dali, mas quando ele tenta Elias reverte num Spear com Dunne ainda no ar. O Bruiserweight fica agonizando enquanto Elias volta ao ringue.

(8:10): Elias parecia estar confiante no seu golpe e esperava que Dunne não tivesse forças pra voltar ao ringue, mas Dunne consegue voltar no 7 ainda! Ele volta ao ringue e dessa vez consegue se defender dos ataques de Elias e consegue até aplicar um Drop Toe Hold em Elias que por pouco não se bate violentamente com a cara no corner, Elias acaba que fica sentado no corner e Dunne vai caminhando lentamente até Elias e pega novamente na sua mão ele, Dunne já ia dividir a mão de Elias… MAS O QUE ELE NÃO ESPERAVA ERA UM RIDGE HAND NA FUÇA! Ao invés do dedo, quem estava quebrado agora era o nariz de Dunne!

(10:00): O juiz tinha perguntado várias vezes se Dunne queria continuar e este responde que sim em todas as vezes. O juiz ainda conversava com Dunne e acaba sendo empurrado por Elias que queria partir pra cima de Dunne, mas o que o cantor de buteco não esperava era que Dunne o prendesse num Rolling Cross Armbreaker! Elias resiste duramente a submissão e consegue escapar com auxílio das cordas.

(11:35): Dunne não dava mais espaços a Elias fazer seu jogo, tanto que após uma tentativa frustrada de um Rolling Cutter, Dunne consegue aplicar um Step Up Enziguri em Elias que com o golpe acaba que se bate no juiz que acabando caindo no lado de fora do ringue, Elias acaba se saí rolando para o lado de fora do ringue e finge que estava se recuperando, mas na verdade estava pegando mais um violão no lado de fora do ringue, já com o violão em mãos ele aparentemente já ia entrar no ringues… Mas o juiz o pega no pulo! Ele tentar pegar o violão das mãos de Elias MAS ELIAS O ACERTA COM UMA VIOLÃOZADA NA CARA! O violão fica preso na cabeça no juiz que caí fedendo! Dunne acaba se aproveitando e tenta um Suicide Dive… MAS ELIAS O RECEBE COM UM KNEE STRIKE! Dunne estava enganchado nas cordas e Elias tira mais um violão de baixo do ringue! E sem dó nem piedade ele dá mais uma Violãozada! Ele adentra no ringue e lá aplica um Drift Away e vai para o pin!

.

.

.

.

.

.

.

Elias tinha esquecido totalmente da condição do juiz e vai até até ele e o retira o violão e o coloca para dentro do ringue, então ele novamente vai para o pinfall!

1!

.

.

.

.

.

.

.

.

2!

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

KICK-OUT! 

(15:54): Elias tenta novamente um Drift Away mas falha após Dunne reverter num Small Package mas Elias escapa no dois e sem perder tempo já ia atacar Dunn… DUNNE ESQUIVA DO CLOTHESLINE E LOGO APLICA UM BITTER END! E já vai para o pin!

1!

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

2!

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

A demora do juiz que estava acabado após a Violãozada de Elias faz que o próprio Elias tenha tempo para dar o Kick-out, Dunne lamenta o Kick-out mas mesmo assim xinga juiz falando que ele poderia ser mais rápido.

(17:37): Elias tinha levado Dunne até a top rope e parecia tentar um Suplex dali mesmo mas Dunne consegue prender seus pés nas molas do corner! Ele aplica alguns socos e dessa vez é ele que tenta aplicar seu golpe! Um X-Plex da terceira corda… MAS ELIAS CONSEGUE REVERTER NUM HURRICANA QUE JOGA DUNNE NO CENTRO DO RINGUE!

E para surpresa do próprio Elias ele consegue se manter no corner, aproveitando toda a situação ele vai novamente até a terceira corda e insinua que irá fazer um Elbow Drop, e ele realmente aplica… MAS DUNNE CONSEGUE REVERTER NUM TRIANGLE CHOKE!

Dunne prende perfeitamente seu adversário, e após alguns segundos todos acreditavam que Elias iria desistir, mas Elias surpreende o público presente após conseguir achar uma brecha na submissão de Dunne e sair com tudo dela… Mas só que isso custou seu braço!

Elias com seu braço deslocado tentar rapidamente colocá-lo no lugar mas Dunne é mais rápido e aplicar um Bitter End e Elias não pode fazer nada para evitar!

1… 2… E 3!

Elias fica sem a vitória e quase fica sem um braço!

Vencedor: Pete Dunne

O britânico recebe um pop assim que vence e se ergue para comemorar a sua vitória.

Comerciais…

E vamos agora para a grande celebração da Robert Roode Corporation. Tudo estava pronto no ringue: balões com a cara de Zayn e Roode, uma mesa enorme cheia de ponche, espumante e alguns petiscos finos para os protagonistas da festa. Toca “I Am The Enemy” e o HOW Champion Sami Zayn surge com o seu manager Robert Roode seguidos de vários seguranças que cercam o ringue. Um grupo de bailarinas de cabaré aparecem no stage e começam a dançar quando ambos se aproximam do ringue. Zayn fica algo surpreso com tanta pompa e circunstância.

Zayn: Para quê tudo isto, Robert?

Um enorme placar luminoso com o nome de Sami Zayn “cai” do teto da arena, o que faz Zayn se assustar. Roode coloca o braço por cima do ombro do campeão enquanto lhe responde.

Roode: Isto, meu amigo, é uma celebração digna da nossa grandiosidade. Tudo o que é bom e do melhor pode ser encontrado aqui, e depois do show terminar, ainda tenho algumas coisas prontas no nosso hotel. Aproveite, pois a vida é curta e deve ser vivida à grande e à francesa. – o seu discurso se direciona para as dançarinas – Podem ir, garotas, nos encontramos no hotel mais tarde. 

Roode faz uma pausa para comer um par de ostras que estavam em cima da mesa antes de começar realmente o seu discurso.

Roode: Senhoras e senhores, peço a todos os que estão presentes nesta arena que se coloquem de pé e batam palmas para o novo HOW Champion Sami Zayn.

O “It Factor” bate palmas para Zayn, porém a plateia apenas reage com vaias intensas.

Roode: Cambada de mal agradecidos, uma pessoa traz uma festa deste calibre e nem um obrigado sabem dar. 

Zayn: É por essas e por outras que não quero saber mais dessa escumalha que cerca o ringue, são todos invejosos pelo nosso sucesso. Nenhum deles acreditava que eu seria capaz de derrotar Shane Strickland, porém eu esfreguei na cara de cada um deles que este cinturão pertence a nós da Robert Roode Corporation. Vaiem o quanto quiserem, pois nada muda o facto de que eu sou o vosso novo campeão. – Zayn ergue o cinturão e bebe um pouco de champanhe.

Roode: Quer queiram, quer não, isso não irá mudar tão cedo, afinal a Robert Roode Corporation sempre consegue aquilo que quer. Vejam só Chris Hero, aquele anormal tentou fazer o seu amiguinho manter o título por desqualificação, mas falhou porque o meu cérebro é muito superior ao dele.  vira as suas atenções para Zayn – Eu tenho um presente para você, afinal você merece depois da sua prestação no HOWnniversary. 

Zayn fica algo excitado e pergunta o que é, Roode responde.

Roode: Podem passar no telão! – um caro e luxuoso Ferrari passa no telão, exibindo cada um dos detalhes do carro enquanto o canadense fala – Eu vi que o seu carro estava já um pouco ultrapassado, afinal era um modelo de 2019, então achei necessário lhe oferecer este majestoso topo de gama acabado de lançar no mercado e apenas ao alcance das melhores carteiras. Pode atingir uma velocidade máxima de 340km/h e chega aos 100km/h em apenas 3 segundos. Achei que ele iria fazer transparecer de forma correta o seu estatuto nesta empresa e indústria, então…

Tudo é interrompido por “Swerve’s House” que ecoa e Shane Strickland caminha até ao fim da rampa sob um enorme pop dos fãs. No entanto, os seguranças lhe barram o caminho até ao ringue.

Strickland: Vão me deixar passar, ou terei que forçar a entrada nesta festa?

Zayn hesita um pouco, mas acaba dando permissão para o ex-campeão passar. Ele entra no ringue e se aproxima de Zayn lentamente, porém é rapidamente interrompido por Roode.

Roode: Se você vem aqui para dar desculpas sobre a sua derrota e pedir uma revanche, pode já ir embora, pois ninguém quer saber mais de você. 

Strickland: Ao contrário do que a sua arrogância permite reconhecer, o “Swerve” sabe admitir a sua perda. No HOWnniversary, Sami Zayn foi melhor, não tenho medo de dizer, aliás, eu sempre disse que Zayn era um dos melhores lutadores desta empresa, então não fiquei totalmente surpreendido pela sua vitória. O “Swerve” é falho como qualquer um que passe por aquele stage, porém, ao contrário de muitos, ele sabe quando o deve admitir. Em vez de festas e comemorações, eu luto e desafio, e isso é sempre algo que nunca vai mudar. Não é esse cinturão que faz de você um campeão, Zayn, mas sim as atitudes que toma ao longo de todos os shows. Pensam que eu quero a minha revanche agora? Então me deixem lhes dar uma notícia, eu não a quero. O “Swerve” cumpriu com o dever que lhe foi incumbido e quer dar a você a chance de entender o que esse título realmente significa. Não é por o portar que é o maior lutador da empresa. Esse cinturão acarreta mais deveres que direitos e eu quero que você entende isso de uma vez por todas. Vou deixar você ir e tentar me mostrar o que realmente consegue fazer com tamanha responsabilidade, mas saiba que, num futuro talvez não muito distante, Strickland voltará a entrar no seu caminho para recuperar o ouro que portava em seu ombro. Qualquer passo que você dê em falso fará com que isso se aproxime cada vez mais, e todos nós sabemos que você não me quer enfrentar tão cedo novamente. Aproveite a chance e parabéns pela sua vitória, mas, por agora, o “Swerve” se vai “divertir” com a malta que está lá atrás.

Toca “Swerve’s House” novamente e Strickland abandona a arena sob aplausos dos fãs, mas não antes de dar dois tapinhas no título que antes transportava. Zayn fica o encarando de longe pensativo após essas palavras enquanto Roode ordena que passem a música do campeão e que façam finalmente a chuva de confetes e balões que estava planeada. São essas imagens que dão o show por terminado.

Fim de show.