HOW Fantasy: Chapter 12 – “Duelo Intercontinental”

Fábio Pontes 23/02/2020

Na noite do próximo sábado, dia 22 de fevereiro, a House of Wrestling realiza mais um dos seus shows semanais diretamente da PPG Paints Arena em Pittsburgh, Pensilvânia.

Estas são as lutas anunciadas para o evento:

  • Singles Match: Will Ospreay vs Dolph Ziggler
  • Singles Match: MVP vs Angel Garza c/Roman Reigns
  • Singles Match: Bray Wyatt vs Chris Jericho
  • Singles Match: Matt Sydal vs The Rock
  • Intercontinental Title Match: Chris Hero vs Kyle O’Reilly

Além disso, teremos os seguintes destaques:

  • Shane Strickland vai falar sobre o HOW Championship e revelar o seu novo desafiante.
  • Kevin Steen tem um enorme anúncio a fazer.
  • O que irá suceder ao grande torneio realizado no passado mês?

Nota: Podem promar até às 17h de sábado.

Confira tudo isso e muito mais, sábado, a partir das 19 horas, aqui na House of Wrestling.

Cobertura:

E, mais de um mês depois, os Chapters regressam à programação da nossa tão adorada House of Wrestling. Após a típica pirotecnia, os nossos comentaristas de serviço promovem algumas das atrações que ocorrerão neste show, incluindo: The Miz vs Luke Harper pelo Atlas Championship, Shane Strickland revelando o seu próximo desafiante ao cinturão, Kevin Steen fazendo um importante anúncio e, a cereja no topo do bolo, Chris Hero defendendo o Intercontinental Championship frente a Kyle O’Reilly.

Para grande delírio dos fãs, toca “Swerve’s House” e o HOW Champion Shane Strickland aparece em direção ao ringue. Ele carrega o cinturão consigo enquanto é loucamente aplaudido pelas pessoas que assistem ao show na arena. Então, ele pede um microfone ao pessoal da produção e começa a discursar.

Strickland: Dez duplas entraram em ringue para se mostrarem superiores às restantes. Um mês de competições que culminou no último domingo quando os Combat Zone Survivors enfrentaram os American Wolves no derradeiro duelo de titãs que coroaria a melhor tag team da atualidade. Infelizmente, a CZS não conseguiu vencer essa luta e ficou apenas com o posto de vice. É algo que me incomoda um pouco pois, até então, eu estava invencível na empresa. Mas tenho que congratular os Wolves, pois fizeram uma magnífica prestação no torneio, tal como eu e o meu amigo Luke Harper.

Strickland: No entanto, tem outra coisa que me está a incomodar um pouco. – ele olha para o seu cinturão – Esta beleza aqui não é defendida há mais de um mês, isso não transmite a imagem de campeão lutador que transmiti nos últimos tempos. Um reinado como este, que já dura há quase cento e cinquenta dias merece ser dignificado com algo em grande. A solo, a minha pessoa permanece invicta, ninguém foi capaz de me parar. Cada um dos meus adversários foi atingido pela bala da derrota que os impossibilitou de se tornarem supremos. Mas, então, eu tive uma ideia, uma ideia que pode eternizar o nome do “Swerve”. A gerência me deu o poder de escolha para decidir quem eu queria enfrentar no Royal Rumble, e eu já decidi. No próximo dia 14 de março, Shane Strickland vai adentrar o ringue para enfrentar não um, não dois, não três, mas sim 29 outros lutadores. – o público solta um pop – Sim, vocês ouviram bem, no Royal Rumble, o HOW Championship será defendido no Royal Rumble Match. Qualquer lutador do roster terá a chance de se tornar campeão, mas, para isso, terá que ser o último homem de pé no ringue e me eliminar. Todos têm a chance, então aproveitem-na!

O “Swerve” terminou o seu discurso e se preparava para erguer o seu cinturão, mas…Marty Scurll aparece vindo do público e lhe prende em um Chickenwing. O campeão se abana todo na tentativa de se libertar, porém, parece não haver saída. Strickland acaba por desvanecer enquanto os fãs vaiam o ataque protagonizado por Scurll. O “Villain” pega no microfone caído e espera que as vaias cessem para falar.

Scurll: Esteja atento a todos os lados, Shane, nunca se sabe de onde pode surgir um vilão pronto para atacar. Me surpreende a sua audácia para defender esse título no Royal Rumble Match depois de ter fracassado grandemente na HOW Tag League. Você passou de colecionar vitórias para colecionar fracassos, Shane? É que você não irá conseguir ser bem sucedido nessa defesa, e sabe porquê? Porque eu estou oficialmente me anunciando como o primeiro participante do Royal Rumble além de você. A era de Marty está chegando à House of Wrestling!

Scurll solta um curto riso antes de largar o microfone no chão. Ele olha o cinturão de Strickland caído no tapete e o pega, erguendo ele no alto sob vaias dos fãs. É com essas imagens que realizamos o primeiro intervalo da noite.

Comerciais…

São exibidos replays que mostram a rivalidade entre Will Ospreay e Dolph Ziggler que começou no último sábado e se estendeu também durante show de domingo. Após isso, toca “5 or 8” e Will Ospreay realiza a sua entrada até ao ringue com algum pop vindo dos fãs. Dolph Ziggler surge logo a seguir com “Here to Show the World” e é recebido com vaias.

Singles Match: Will Ospreay vs Dolph Ziggler

(12:09) A luta foi bastante equilibrada entre dois lutadores que criaram algumas chances de a finalizar. Nos instantes finais, Ospreay tentou aplicar um Shooting Star Press, no entanto, Ziggler foi mais rápido e se esquivou. O “Show-off” aproveitou isso e se ergueu, aplicando um Zig Zag que lhe deu a vitória.

Vencedor: Dolph Ziggler

Ziggler comemora a sua vitória no ringue sob vaias dos fãs quando…CLAYMORE!! Drew McIntyre apareceu vindo do nada e acertou o seu finalizador nele, recebendo alguns aplausos por isso. O escocês faz a sua comemoração habitual antes de fazermos uma pausa.

Comerciais…

Nós vamos até ao Locker Room da Canada Versus Everyone, onde Kevin Steen está conversando com Kyle O’Reilly.

Steen: Você viu o que fiz no último fim de semana, hein? Eu derrotei dois antigos campeões, mantive este cinturão na minha posse e provei ser muito melhor que aquela fraude que Bray Wyatt representa. E sabe, eu fiz tudo isso sozinho, sem precisar de ajuda de nada ou ninguém. Você recebeu a chance de enfrentar Hero pelo título Intercontinental, mas, se continuar com aquelas tretas de interagir com o público, lamento lhe informar, mas irá fracassar. Distrações não são toleradas quando se compete ao mais alto nível e você ainda cai nesse erro mesmo após longos anos de experiência.

O’Reilly parece um pouco aborrecido com essas palavras e rapidamente responde.

KOR: Kev, obrigado pela sua preocupação, mas eu estou bem fazendo tudo da forma como sempre fiz. Eu continuarei a estar com os fãs e os fãs continuarão a estar comigo. E sim, eu enfrentarei Hero com o título Intercontinental em jogo, mas não deixarei que nada interfira com a luta, pois quero sair daqui como campeão.

Steen: Mas você vai continuar com os fãs até quando? – responde Steen irritado – Até eles se fartarem da sua pessoa e o apunhalarem pelas costas? Quando eles quiserem um novo herói para brincar? Abra os olhos, Kyle, você está vivendo num ambiente de enganação. Você está sendo uma marionete comandada pelos fãs e isso vai acabar por o enterrar.

KOR: Sabe, eu acho que a nossa conversa deve ficar por aqui. Não me posso deixar levar pela sua conversa agora, pois tenho que me preparar para a luta. Até já, Kev.

Kyle então pega em algumas das suas coisas e abandona o Locker Room enquanto Steen ainda parece preocupado com a ingenuidade do seu parceiro.

Voltamos à arena, onde MVP realiza a sua entrada ao som de “Return Of Ronin”. O seu adversário desta noite, Angel Garza, surge pouco depois com “Club to Another World”, sendo acompanhado por Roman Reigns.

Singles Match: MVP vs Angel Garza c/Roman Reigns

(9:03) Por mais que pareça surpreendente, Garza conseguiu mesmo a vitória. Isso ocorreu quando MVP se preparava para aplicar um Playmaker, mas o mexicano revidou em um Roll-Up que lhe deu a contagem de três.

Vencedor: Angel Garza

Garza se levanta rapidamente para celebrar a sua vitória, porém, Roman Reigns, que o acompanhou durante o combate, não pareceu muito impressionado com a sua prestação e vira costas, abandonando então a arena. Garza fica sem saber o que aconteceu, mas celebra mais um pouco.

Comerciais…

Regressamos uma vez mais ao backstage, onde Renee Young está junto a Keith Lee para uma entrevista rápida.

Young: Seja bem-vindo, Keith. O seu início de carreira aqui na House of Wrestling não foi o melhor, no entanto, parece que está a recuperar e está numa boa forma neste momento. Qual o segredo para essa recuperação?

Lee: É verdade, Renee, não comecei da melhor forma possível aqui na empresa, mas acabei recuperando bem. Tudo isso se deveu a bastante trabalho que fiz fora das câmeras, muitas horas na academia e, especialmente, a uma melhor preparação antes de cada luta. Agora que entrei no ritmo, será difícil me parar.

Young: Eu felicito todo esse seu trabalho, mas os fãs querem saber mais uma coisa. Qual o próximo passo para Keith Lee?

Lee: Bem, aqui o grandalhão tem um novo desafio em mente para as próximas semanas. Eu vou tratar de manter o meu ímpeto porque, no próximo dia 14, eu irei desafiar Shane Strickland no Royal Rumble Match. Quando eu entrar naquele ringue, irei eliminar quem lá esteja e terminar a noite como o último homem no ringue. E, quando isso acontecer, todos me poderão chamar de Champ.

O “Limitless” dá um sorriso para a câmera e abandona o local, enquanto nós voltamos à arena.

O ex-Openweight Champion Bray Wyatt aparece e caminha até ao ringue ao mesmo tempo que ouvimos “Live in Fear”, sendo recebido com um bom pop. Após isso, toca “Judas” e Chris Jericho realiza a sua entrada.

Singles Match: Bray Wyatt vs Chris Jericho

(6:29) Desta vez, foi possível ver um Wyatt do mesmo nível de quando era campeão. Ele dominou completamente a luta e a venceu em poucos minutos, finalizando Jericho com um Sister Abigail.

Vencedor: Bray Wyatt

Ele recebe aplausos vindos dos fãs que parecem satisfeitos por começar a ter o antigo Wyatt de volta. Nós fazemos mais uma pausa enquanto tudo isso acontece.

Comerciais…

Toca “No One Will Survive” e os membros da Holy Demon Army, Seth Rollins e Zack Sabre Jr, realizam a sua entrada até ao ringue. Ambos pedem um microfone ao pessoal da produção e é Rollins quem começa a discursar.

Rollins: A HOW Tag League terminou e está na hora da Holy Demon Army abordar o seu futuro. Como todos sabem, nós fomos um dos destaques daquele torneio e devo dizer que fiquei algo devastado por não termos conseguido alcançar a final. Nós éramos os melhores ali e ser eliminado trouxe algum desconforto. Seja como for, todos puderam ver que tanto eu como o Zack somos merecedores de estar no topo e espero que a gerência perceba isso mesmo.

Se ouve algumas vaias, visto serem heels e o público não gostar deles. ZSJ prossegue o discurso.

ZSJ: Isso mesmo Rollins, a Holy Demon Army deve estar no topo da cadeia aqui na House of Wrestling, mas…separada. Mostrámos ser quase imparáveis juntos, porém, depois daquele torneio, não vejo muitos benefícios em continuarmos juntos. Está na hora de cada um seguir o seu caminho e se mostrar superior aos demais adversários. Como tudo o que é bom, a Holy Demon tem aqui o seu fim.

Rollins: Concordo com o Zack, afinal nós fracassámos no nosso objetivo principal, que era nos tornarmo-nos no vencedores da competição. E acho que é uma boa hora para isso, já que, no próximo dia 14, nós participaremos no Royal Rumble Match e aí é cada um por si. A nossa parceria termina aqui, no entanto, sei que o nosso destino se irá cruzar novamente, seja como parceiros ou como adversários. Mas tem mais uma coisa que todos precisam de saber, eu tenho um grande anúncio a fazer. Eu quero anunciar que…

Neste preciso momento, Seth atinge as partes baixas de ZSJ com um forte chute. Ele parece estar bem irritado com algo, mas antes de qualquer explicação, ele vai para o corner, onde fica batendo a sua perna por algumas vezes. O britânico se encontra agarrado ao seu saco e recupera aos poucos, porém é atingido por um Curb Stomp de Seth. Este sai do ringue e pega uma cadeira debaixo do mesmo, a levando para o ringue de seguida. O “KingSlayer” acerta algumas cadeiradas nas costas do seu antigo parceiro antes de a colocar debaixo da sua cabeça. Seth ergue um pouco ZSJ e, dando alguns passos atrás, acerta mais um Stomp, desta vez em cima do objeto, o que deixa o britânico inanimado no ringue. Ele o atira para fora do ringue e se senta na mesma cadeira que usou para atacar Zack, sendo recebido por várias vaias vindas dos fãs. Apesar de não gostarem do “Technical Wizard”, eles reconheceram que o seu esforço durante a parceria foi demasiado bom para ser traído dessa forma, sendo esse o maior motivo desta reação.

Rollins: Produção, um foco, por favor.

O seu pedido é aceite e, em poucos instantes, as luzes da arena se apagam e apenas um foco ilumina agora o ringue. Então, Rollins prossegue a sua fala num discurso monótono e sereno.

Rollins: Ninguém quer saber de você, Zack. Todos sabem que você era o elo fraco da nossa parceria e, mais importante que isso – o seu tom se acentua na próxima frase – Foi você quem custou a nossa eliminação. Ninguém custa o que quer que seja a Seth Rollins. Não me importa de ter um roster completo contra mim ou mesmo estas pessoas inúteis, pois mais vale eu caminhar sozinho do que ter algum fraco a fazer-me perder. Desde a primeira vez que nós enfrentámos e perdemos para a Combat Zone Survivors, que eu tive que engolir a seco. Na minha cabeça, eu sabia que tinha que ter acabado ali, mas eu lhe dei uma nova chance de se redimir, e você falhou novamente. Você me fez perder duas vezes para Shane Strickland, o mesmo homem que me derrotou no Royal Kingdom para se manter HOW Championship. Você fez com que eu passasse uma vergonha. Eu não confio mais em você, Zack, tal como não confio mais em nenhuma pessoa naquele backstage e tal como eu não confio em nenhuma destas pessoas à minha frente. – os fãs vaiam – Está na hora de eu recuperar a imagem que você me fez perder, está na hora de eu colocar o nome de Seth Rollins novamente no topo da empresa. E bem, acho que não haveria melhor altura do que a atual. Eu me estou inscrevendo oficialmente no Royal Rumble Match, onde eu irei sair como o novo HOW Champion. Quanto a todos os outros participantes, todos vocês vão ser queimados no inferno!

Rollins se levanta e ergue o seu braço, sendo altamente vaiado pelos fãs. As luzes se voltam a acender e ele caminha para fora do ringue, olhando para ZSJ ainda caído antes de continuar o seu caminho.

A transmissão corta para o backstage, onde Matthew Justice está caminhando quando, de repente, as luzes se apagam. Alguns barulhos se ouvem até que as luzes voltam e vemos Justice caído. Alguns funcionários aparecem para o ajudar e o seu parceiro, Jimmy Havoc, aparece pouco depois. Eles chamam a equipe médica que aparece e o assistem, enquanto vamos para intervalo.

Comerciais…

Nós regressamos e recebemos uma atualização do estado de Justice. Ele está estável, mas precisa de realizar exames médicos e por isso foi reencaminhado para o hospital da cidade.

E está na hora da luta que vai valer o Atlas Championship. O ex-campeão e agora desafiante ao título, Luke Harper, é o primeiro a realizar a sua entrada até ao ringue ao som de “Swamp Gas”, sendo recebido por aplausos dos fãs. De seguida, toca “I Came To Play” e o campeão The Miz entra sob enormes chuvas de vaias.

Atlas Title Match: The Miz (c) vs Luke Harper

(0:00) O árbitro mandou a campainha soar, no entanto, Miz rola para fora do ringue e pega no cinturão, subindo a stage e falando de lá.

Miz: Você acha mesmo que eu irei defender o meu título aqui contra você? Você é ingênuo a esse ponto, Harper? Eu não tenho que provar nada a ninguém, muito menos a si. Eu o derrotei há um mês, você não merece uma nova luta. – os fãs vaiam bastante – Vocês estejam calados, porque nenhum de vocês vai me fazer mudar de ideias. Enquanto eu for campeão, Luke Harper nunca mais voltará a ter uma chance por este título. Aliás, eu não sei sequer porque ainda estou aqui falando, uma cidade como Pittsburgh não merece a minha atenção. E eu continuo campeão porque eu sou The Miz e sou espetacular!

Por mais uma vez, toca “I Came to Play” e The Miz ergue o seu título no ar sob uma das maiores chuvas de vaias da noite. De seguida, ele abandona a arena enquanto Harper fica indignado no ringue com o que aconteceu.

Comerciais…

E está na hora do grande anúncio que será realizado por Kevin Steen. Um púlpito está localizado no topo da rampa com alguns enfeites relativos ao próprio lutador e uma bandeira do Canadá. De seguida, toca “Unsettling Differences” e Steen realiza a sua entrada até ao púlpito sob vaias, segurando o seu cinturão, o qual pousa num suporte que tinha por perto.

Steen: Sejam bem-vindos ao Kevin Steen Show, onde eu, Kevin Steen, tenho um enorme anúncio a fazer. Antes de começar, devo dizer que sinto muito por estar numa cidade fracassada como a vossa, todos sabem que o Canadá é superior. – ele é vaiado – Eu me tornei Openweight Champion durante a HOW Tag League e ainda possuo aqui o cinturão comigo, como já puderam ver. Ah, já agora, apesar de eu ser campeão, eu me inscrevi no Royal Rumble Match, tal como o meu parceiro. Os jornalistas presentes já podem fazer disso capa dos jornais. Eu atingi um patamar em que poucos sonham alcançar, eu sou um dos melhores, aliás, só Kyle O’Reilly está ao meu nível. Todos os outros lutadores do roster estão pelo menos dois ou três furos abaixo das minhas capacidades. Este cinturão poderia mostrar isso mesmo, no entanto, com tanto jobber que tocou nisto, se tornou algo banal e desvalorizado. Eu preciso de algo que esteja no mesmo patamar do nome ‘Kevin Steen’. Eu anuncio formalmente que este lixo aqui está aposentado.

O canadense atira o cinturão ao chão e o pisa várias vezes, antes de o chutar para longe. O público vaia essa atitude, mas ele continua o discurso.

Steen: Mas não pensem que eu irei ficar sem um título. Eu vos quero apresentar algo tão bom quanto eu. – ele tira um cinturão de um compartimento que tinha no púlpito – Este aqui é o Pure Championship, o mais novo e mais prestigiado cinturão desta empresa. E, ao contrário daquele bosta que possuía, este aqui será defendido sob as minhas próprias regras, onde e quando eu quiser. Só lutará por ele quem eu achar que tem capacidade para isso, então serão privilegiados caso sejam escolhidos. Tudo o que precisam de saber é que eu sou superior a qualquer um dos vossos heróis porque eu sou canadense e sou o “Wrestling’s Worst Nightmare”.

Kevin Steen pega o seu novo cinturão e o coloca ao ombro, saindo de cena com o seu típico ar arrogante. Antes de fazer, ele volta a pisar o cinturão antigo como forma de desprezo por aquilo que ele significava.

Comerciais…

E chegamos finalmente ao tão desejado Main Event do dia que estará valendo o Intercontinental Championship. Toca “Lightning & Thunder” e Kyle O’Reilly realiza a sua entrada com alguns aplausos vindos dos fãs. De seguida, Chris Hero entra com “Chris is Awesome” e é recebido com uma enorme ovação.

Intercontinental Title Match: Chris Hero (c) vs Kyle O’Reilly

(0:10) O gongo soa. Hero e O’Reilly se encontram no centro do ringue e apenas se estudam, brevemente, o campeão oferece um cumprimento para honrar o combate – o Architect empurra a mão do Knockout Artist para longe com um de seus pés e circula o ringue. Hero claramente se incomodou com a escolha de seu oponente, mas circulou o ringue e iniciou o combate.

(3:40) Hero e O’Reilly disputam clinchs em busca de vantanges no início do combate, mas nenhum dos dois parece disposto a baixar a guarda. O’Reilly mostra sua determinação e empurra o campeão com curtos Shoulder Blocks, tentando desestabilizá-lo. Hero mostrou desprezo em seu semblante e disparou o estridente Knife Edge Chop que fez com que Kyle caísse de joelhos. O Knockout Artist cuspiu o chiclete que mascava no rosto do desafiante e o ergueu pelo maxilar para disparar um doloroso Right Hook, que fez com que O’Reilly desabasse no ringue. Hero, inconformado pela facilidade, levantou seu desafiante novamente e disparou um forte Elbow Smash que derrubou o Architect. O campeão intercontinental não foi para a contagem, apenas chutou O’Reilly para o fundo de um corner.

(5:00) Hero o puniu com violentas cotoveladas, mesmo incoformado que seu desafiante não o acompanhava no combate, Chris Hero buscou impulso no corner oposto para se lançar em um violento Corner Yakuza Kic- O’REILLY SE JOGA PARA O CENTRO DO RINGUE E EVITA A COLISÃO! Hero acerta o poste com violência e prende seu pé direito! O’Reilly conseguiu se recuperar a tempo de suprimir a perna esquerda desprotegida de Hero com chutes fortes! O Architect abusou da posição de Hero e devolveu as cotoveladas no início do combate contra a nuca do campeão! O árbitro o alerta e realiza a contagem até 5, que O’Reilly respeita – ele só recua alguns passos antes de puxar Hero para um rápido Rollup e…
.
.
1!
.
.
O campeão mostra que será preciso mais para encerrar seu reinado.

(8:30) Hero equilibrou o combate com seus fortes strikes, mas o Architect conseguia responder com strikes a áltura focados na perna esquerda do campeão. O’Reilly acertou Hero com seu próprio Rolling Elbow que atordoou o campeão e tentou derrubar Hero com um Legsweep – que Hero é capaz de saltar por cima e arma seu poderoso Elbow Sma- O’REILLY PREVÊ E RESPONDE COM UM JUMPING GUILLOTINE CHOKE! O CAMPEÃO É SURPREENDIDO! Kyle O’Reilly consegue circular o grande torso do Knockout Artist e transiciona em um Rear Naked Choke que derruba o campeão! Hero é capaz de rolar e consegue colocar seu peito contra o tablado – KOR aproveita da posição e pune o Knockout Artist com violentos Palm Slaps na nuca seguido por um Sliding Knee Drop na perna esquerda! O Architect prendeu a perna lesionada em um Ankle Lock no centro do ringue com constantes chutes na mesma perna ainda na submissão!

(10:00) Hero suportou o hold por um minuto e meio, mas os chutes o impediam de se aproximar das cordas. Hero aproximou seus dedos das cordas inferiores com muito esforço – mas KOR foi capaz de arrastar o campeão para o centro do ringue e pressionou mais a chave – Hero em desespero tentou utilizar a força na sua perna para arremessar o desafiante por cima de si com um rolamento – KOR mantém a chave presa e realiza um rolamento próprio e novamente pressiona a chave! O’Reilly, para causar mais pressão, elevou o Ankle Lock – HERO UTILIZOU DO IMPULSO PARA SE COLOCAR DE PÉ COM A PERNA DIREITA E ACERTA UM STEP-UP ENZUIGIRI KICK! O’Reilly recua atordoado mas acelera para um Running Jumping Forearm – Hero absorve a cotovelada – e o Architect dispara contra as cordas novamente para se impulsionar – YAKUZA KICK DE HERO! O campeão ergueu o desafiante em um Powerbomb – O’Reilly resiste e consegue fazer a transição para um Triangle Choke!

(12:40) Hero foi capaz de resistir ao estrangulamento e ergue novamente o Architect e tenta o jogar para o apron – O’Reilly mostra sua Ring IQ e utiliza as cordas para transicionar em um Rope Hung Cross Armbreaker! O referee alerta O’Reilly novamente e conta rapidamente até o 4 – o desafiante salta para o ringside para evitar a desqualificação, mas derruba Hero novamente com um Roundhouse Kick nas suas pernas do ringside para o ringue seguido por um Dragon Screw contra o apron! O Perfecting The Style arrastou o campeão para o ringside e o ergueu em um Shin Breaker jogando seu joelho esquerdo contra o apron! O campeão contorce de dor no ringside com o joelho danificado!

A crowd está preocupada com a condição do campeão – O’Reilly se mostra obstinado e rapidamente busca uma cadeira de ferro no ringside. A crowd vaia antecipadamente a escolha do desafiante – porém, o Architect mostra que seu plano é mais complexo e a posiciona aberta no ringside próximo ao apron. O’Reilly empurrou Hero para a cadeira e o deixou sentado e deu as costas para retornar ao apron – Hero tenta se recuperar e puxa a trunks do desafiante – O’Reilly não mostra nenhum remorso e dispara um violento Roundhouse Kick que deixa o campeão estirado na cadeira de ferro! KOR retorna ao apron e passa metade do seu corpo pelas cordas para reiniciar a contagem e aponta com fúria em seus olhos para o campeão e dispara para se lançar em um FRONT DROPKI- HERO CONSEGUE O ELBOW SMASH NO MEIO DO AR! O’Reilly desaba violentamente no chão de concreto! O árbitro continua a nova contagem que se aproxima do 5! Os dois lutadores se arrastam no ringside buscando se recuperar!

(14:00) O’Reilly foi capaz de se lançar para dentro do ringue no momento em que o árbitro alcançava o 9 – HERO MERGULHA EM UM MOONSAULT SOBRE AS COSTAS DO DESAFIANTE! Hero ergue O’Reilly em um perigoso Snap Piledriver! O campeão se ergue com dificuldades e soca sua própria perna esquerda para buscar circulação, ele prende o desafiante em um Wristlock Rolling Elb- O’Reilly consegue conectar um forte chute na posterior da coxa danificada do campeão! Hero tenta proteger sua perna danificada e acaba caindo de joelhos – KOR ACERTA UM VIOLENTO KNEE STRIKE! Ele desaba sobre o campeão e o árbitro conta e…
.
.
1!
.
.
2!
.
.
Hero consegue erguer seu braço para interromper a contagem! O’Reilly se ergue obstinado e prende o campeão em um Facelock para um Brainbuster e tenta o erguer – Hero cai de joelhos devido ao cansaço e a dor constante na sua perna esquerda – Kyle acerta o campeão com violentos Chops no maxilar e o prende novamente para um Brainb- HERO REVERTE EM UM CRASH LANDING! Os dois se arrastam para lados opostos do ringue extremamente cansados – O’Reilly mostrava ainda seu olhar fixo e furioso para o campeão – Hero balançava sua cabeça em negação.

(16:30) Hero e O’Reilly se arrastaram para próximo um do outro e trocaram curtos ataques violentos que preocupavam o árbitro e a crowd. O Architect consegue se erguer com velocidade e pune o campeão com diversos Shoot Kicks no peito! Hero tentava manter sua guarda protegendo seu peito, mas KOR alternava com Roundhouse Kicks na cabeça do campeão! Kyle está ofegante – ele surpreende todos retirando seu protetor bocal e rindo para a crowd – o Architect puxa Hero pelos longos cabelos e o violenta com perigosos Kawada Kicks! KOR indica com o gesto da degola que o momento de finalizar se aproxima – ele nota a crowd se animando – Hero se ergue furioso e revida com Kawada Kicks violentos! Hero larga O’Reilly em pé atordoado e o acerta com o KTFO, mas O’Reilly se mantém de pé e se esforça para ignorar a dor e responde com sua combinação de Elbow Smash seguido por um forte Chop no pescoço seguido por um chute na posterior direita de Hero e avança com um rápido Knee Strike – HERO ABSORVE O IMPACTO E SEGURA A PERNA DE KOR! O Knockout Artist puxa o desafiante para um Pop-Up Liger Bomb!
.
.
1!
.
.
2!
.
.
O’Reilly consegue o kickout mas o campeão o posiciona de joelhos antes de se impulsionar pelas cordas próximas para um Cyclone Kill que vira O’Reilly do avesso!

(19:00) Hero está extremamente cansado mas visualiza sua vitória então retira o sleeve de seu cotovelo direito e se aproxima com dificuldades de O’Reilly e o ergue em um Hangman’s Death By Elbow! Hero está extremaente cansado e não percebe que O’Reilly desabou na corda inferior – mas KOR retorna com um Rebounding Lari- ROLLING ELBOW DE HERO! Chris Hero finalmente tem a contagem e…
.
.
1!
.
.
2!
.
.
KYLE O’REILLY CONSEGUE ERGUER UM DE SEUS OMBROS NO ÚLTIMO INSTANTE! HERO NÃO ACREDITA! O campeão ergue o Architect em um Gotch-Style Piledriver e enterra sua cabeça no tablado bem próximo as cordas! Ele se esforça para conseguir realizar o Jacniffe Pinfall e…
.
.
1!
.
.
2!
.
.
3- A CROWD ESTAVA PRONTA PARA EXPLODIR COM O FINAL DO COMBATE MAS O ÁRBITRO NOTA O PÉ DO DESAFIANTE NA CORDA INFERIOR! HERO ESTÁ INCRÉDULO!

(21:25) Hero está extremamente cansado mas acredita que possui mais uma potente arma para finalizar o combate. O campeão ergue Kyle O’Reilly com dificuldades e o coloca em seus ombros na posição para o seu derradeiro RUBIK’S CUB- KOR REVERTE NO MEIO DA QUEDA EM UM WHEELBARROW ROLLUP!
.
1!
.
.
2!
.
.
Hero consegue o kickout e empurra KOR para longe – isso apenas dá mais impulso para KOR correr pelas cordas próximas e acertar o campeão com um potente Penalty Kick!

(23:00) Ambos lutadores já não aguentam mais o combate árduo e físico que apresentaram nesta noite. KOR ergueu o campeão para seu finalizador, no momento em que estava na vertical, Hero consegue escapar para as costas de O’Reilly e evita o Brainbuster já o prendendo em um Wristlock Death B- O Architect não deixa que Hero conclua o movimento e desliza por baixo de suas pernas com a mão do Wristlock presa e transiciona em um esmagador Pumphandle Half Nelson Driver! A crowd está de pé com o movimento surpresa! O desafiante tem a vantagem e ergue o campeão em um rápido BRAIN-BUS-TER!! KOR consegue o pin mantendo o braço do campeão preso no tablado e…
.
.
1!
.
.
2!
.
.
.
.
3! TEMOS UM NOVO CAMPEÃO!

Vencedor: Kyle O’Reilly

O público parece não ter ficado satisfeito com o resultado, apesar da luta ter sido boa. Por esse motivo, eles começam a lançar algumas vaias na direção do novo campeão. De início, ele fica algo confuso com a situação, mas acaba indo pegar o seu cinturão para comemorar. O show termina com ele erguendo o título sob essas mesmas vaias.

Fim de show!


A House of Wrestling postou nas suas redes sociais um vídeo sobre algo que aconteceu durante o show e acabou não sendo transmitido.

No backstage, vemos Matths caminhando e acaba por passar por Pete Dunne que lança uma provocação.

Dunne: Ora bem, parece que temos aqui o ex-campeão Openweight. Cadê o seu título?

O britânico solta uma curta risada que faz o brasileiro voltar atrás para lhe responder.

Matths: Hey, garoto, quem você pensa que é para me dirigir a palavra assim dessa forma? Aliás quem é você? Nunca me lembro de o ter visto aqui sequer.

Dunne: Eu sou o cara que, em menos de metade da sua carreira aqui, já tem mais relevância que você. Você não passa de um pequeno alívio cômico dos shows enquanto eu sou uma estrela em ascensão.

Matths: Sem relevância? Fique sabendo que eu sou seguido por milhões de pessoas através da minha conta de YouTube. Procure aí no seu celular por ‘MatthsGamerBr’ e verá que eu sou mais conhecido do que você alguma vez será. Ah, e não se esqueça de ativar o sininho para receber as notificações dos meus vídeos.

Dunne: Um canal de YouTube? Você pensa que eu estou interessado nessa merda? Eu quero é saber do que você nesta empresa que tenha tido alguma importância. E não me venha falar do seu reinado, porque durou uns míseros três dias.Vá diga, o que fez de relevante sem ser ter sido um vulgo campeão de transição?

Matths: Sabe, eu nem sei porque estou perdendo o meu tempo aqui consigo, tenho coisas importantes para fazer. Mas já que você quer tanto saber o que fiz de importante, fique sabendo que, se você não calar essa boca imediatamente, serei o cara que tratará de o enterrar de uma vez por todas nesta empresa, mesmo antes de ter tido qualquer tipo de destaque.

O brasileiro já se encontrava irritado e, antes de abandonar o local, acerta um soco na face de Dunne. O britânico apenas leva a mão ao rosto por alguns instantes e solta o seu habitual sorriso irônico para dar o segmento por terminado.