10 (ou mais) lutadores que deveriam ser introduzidos no WWE Hall of Fame

Alef 02/03/2020

Com a chegada da Wrestlemania, também é chegada a hora de um dos eventos mais famosos da WWE, o Hall of Fame. Durante os anos, muitas lendas já foram introduzidas ao seleto grupo, sendo nomes como Hulk Hogan, Ric Flair, Bret Hart e muitos outros, até mesmo alguns que nem mereciam.

Com os indicados a classe de 2020 sendo anunciados a cada dia, nos volta o questionamento de, ok, quando a WWE vai introduzir fulano ? Por isso, hoje eu mostrarei a vocês, 10 lutadores (ou managers) que merecem ser introduzidos ao grupo. A propósito, eu não citarei lutadores que ainda “lutam”, como Rock, Undertaker e John Cena. Sem mais delongas, vamos ao artigo:

Jim Neidhart

Assim como muitos lutadores, Jim morreu muito cedo. Após passar por problemas de saúde, ele veio a falecer em 2018 com apenas 63 anos. Porém, ele já deveria estar no HOF antes disso.

Criador da Hart Foundation com seu cunhado Bret Hart, duas vezes campeão de duplas com Bret e vencedor de vários outros títulos em sua carreira, Jim é uma figura “chave” na história do wrestling, o que nos faz pensar que ele já merece uma introdução a bastante tempo.

Jazz

Depois de passar alguns anos na ECW como Jazzmine, Jazz partiu para a WWE em 2001, onde ela conseguiu derrotar Trish Stratus (um dos maiores nomes femininos da história) para conseguir o primeiro de seus dois reinados com o título feminino.

Junto com Stratus, Lita, Molly Holly, Jackie e algumas outras lutadoras, Jazz foi uma das principais a deixar o wrestling feminino vivo durante o meio dos anos 2000. Com tantos nomes sem sentido dentro das classes do HOF, bem que Jazz poderia aparecer na de 2020 ou 2021.

The British Bulldogs

Após anos de luta, é bem provável que Davey Boy Smith seja introduzido ao Hall of Fame, porém, sua alcunha de British Bulldog surgiu de uma dupla que já poderia fazer parte da classe. Não importa se Davey e Dynamite Kid sejam introduzidos juntos ou separados, mas precisam ser introduzidos.

Juntos, os primos Smith e Kid venceram os títulos de duplas da WWF, tendo uma grande e boa rivalidade com a Hart Foundation, formada por Bret Hart, Jim Neidhart e Owen Hart.

Brian Pillman

Antes de se tornar um dos nomes mais “quentes” nos anos 90, Pillman foi um dos caras que ajudou a revolucionar a categoria Cruiserweight no wrestling. Trabalhou na NWA e na WCW, se tornando um grande babyface.

Junto de Stone Cold Steve Austin, formou a dupla Hollywood Blonds, tendo uma boa feud com Ric Flair e Arn Anderson. Tudo isso antes de se tornar o “Loose Cannon”, fazendo ótimos papéis na WCW e na ECW até ir para na WWE.

Demolition

Eles podem não ser tão icônicos quanto os Road Warrios, mas eram a versão deles da WWF nos anos 80. O primeiro reinado deles como dupla foi o maior na história da empresa até o New Day quebrar o recorde. Um dos motivos pra não estarem no HOF foi por processarem a WWE.

Mesmo que as coisas não sejam boas entre os dois lados, Vince McMahon deveria os colocar no HOF. Ninguém é melhor em consertar as coisas com lutadores do passado quanto o próprio Mr. McMahon.

Vader

Após sua morte, continua sendo um mistério o porquê ele não foi introduzido ao HOF ainda. O cara fez sucesso na WCW e conquistou inúmeros títulos na NJPW e na All Japan. Mesmo não tendo conquistado o título principal da WWF, ele mostrou aos fãs que era especial.

Vader fez algumas aparições esporádicas em seus últimos anos de vida, lutando poucas vezes. Um dos melhores “Big Guys” da história merece uma introdução.

Owen Hart

Sabendo da má relação entre a WWE e a viúva de Owen Hart nas duas décadas desde sua morte, é improvável que a empresa receba permissão para induzi-lo ao Hall of Fame. Caso contrário, no caso de um milagre e sua indução for permitida, Owen deve ser o primeiro a ser anunciado.

Só sua feud com seu irmão Bret Hart em 1994 já é o suficiente pra lhe dar uma vaga no grupo. Mesmo não tendo ganhado o WWF Championship, o cara ganhou muitos outros títulos antes de seu infeliz falecimento.

Sid

Sid só participou de duas Wrestlemanias e foram nos main events contra as lendas Hulk Hogan e Undertaker. Além disso, ele ganhou o WWF Championship duas vezes, contra Bret Hart e contra Shawn Michaels.

Mesmo assim, ele ainda é lembrado como o cara que não decorava textos ou o que sofreu uma das piores lesões registradas por uma câmera. Ele tem boas conquistas e mesmo assim é pouco levado a sério pelos fãs de wrestling espalhados pelo mundo.

Miss Elizabeth

Aqui, eu vou abrir uma exceção para uma das maiores managers de todos os tempos, Elizabeth. Ela era icônica e foi sem dúvidas uma das personagens mais importantes dos anos 80, juntamente com Hulk Hogan e Randy Savage, se reunindo com esse último na Wrestlemania VII em um momento emocionante.

Uma grande razão para ela não ter sido introduzida ainda foi sua vida tumultuada e sua trágica morte, porém, muitos fãs concordam que já passou muito tempo e que ele merece ser introduzida.

Eric Bischoff

Vou abrir mais uma exceção aqui, porque quem conhece a história de Bischoff, sabe o tamanho do impacto que ele teve no wrestling. O cara foi um dos únicos a bater de frente com Vince McMahon, o derrotando nas estatísticas por 83 semanas.

Ele também ajudou a deixar a indústria bem mais realista, com storylines mais trabalhadas e contratos mais garantidos. Como personagem, o cara foi um dos chefes mais odiáveis.

É claro que além desses nomes, outros como Mary Jannety, Mabel e vários outros. Quais lutadores vocês adicionariam a lista ? Até mais!